Skip to content

O TOP DEZ DOS MITOS SOBRE A TÉCNICA DE ALEXANDER (PORTUGUESE)

 

Olá. O meu nome é Bruce Fertman. Sou o director e fundador da Alexander Alliance International.

Apresento-vos aqui os dez mitos acerca da técnica de Alexander, que muitos creem ser verdade. Após cinquenta anos dedicados ao estudo, e de ter formado 300 professores, cheguei à conclusão que estas ideias não são verdadeiras.

UM

A Técnica de Alexander é sobre a postura. É um mito

REALIDADE: A Técnica de Alexander é sobre  a  não-postura. O problema é que estamos continuamente a fazer posturas, a maior parte das vezes de um modo inconsciente. A Tecnica de Alexander é sobre como tornar-se uma pessoa “sem postura”, ou seja, não restringida, não fixada, flexível, fluida, não apenas fisicamente, mas como pessoa em geral.

08 Swing and Sweep_1 copy (2)

Photo: B. Fertman – Trevi Fountain

DOIS

A técnica de Alexander trata da verticalidade. É um mito

REALIDADE: A técnica de Alexander não tem nada a ver com manter-se direito. Não hánenhuma linha recta no corpo ou no universo. A tecnica de Alexander não tem nada a ver com fazer alguma coisa correctamente. É sobre fazer aquilo que estamos a fazer,  bem, eficientemente, efectivamente, com fluidez, confortavelmente e com prazer.

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Photo by: Anchan of B. Fertman

TRES

A Técnica de Alexander trata de como conseguimos segurar a cabeça sobre o pescoço. É um mito

REALIDADE: A Técnica de Alexander é sobre como paramos de segurar a cabeça sobre o pescoço. Tem a ver com a não interferência com os mecanismos de equilibrio inerentes, que fazem isso por nós.

Photo: B. Fertman – Sherry Stephenson

QUATRO

A técnica de Alexander é sobre o corpo. É um mito

REALIDADE: A técnica de Alexander é sobre nós. Sobre como estamos dentro de nós, com os outros e na relação com o mundo à nossa volta. É sobre a qualidade das nossas acções e interacções. É sobre a qualidade da nossa experiência. É sobre como estamos a ser, enquanto fazemos o que estamos a fazer.

Photo: B. Fertman

CINCO

A técnica de Alexander tem que ver com tornar-se mais simétrico, porque a simetria é equilibrada. É um mito.

REALIDADE: Nada na natureza é perfeitamente simétrico, incluindo os humanos. A simetria é um conceito, tal como um ponto ou uma linha é um conceito. O Buda pode parecer simétrico quando está pacificamente sentado sobre uma flor de lótus, mas se olharmos de perto vemos um pé sobre o outro e uma mão sobre a outra. Se olharmos de perto a face de uma pessoa , não encontramos uma simetria perfeita. Buscamos a harmonia, não a simetria, e a harmonia não está relacionada com a forma do nosso corpo em nenhum momento.

2

Photo: B. Fertman

SEIS

A técnica de Alexander tem a ver com o equilibrio. É um mito.

REALIDADE: O equilibrio é impossível para os humanos. Estamos inerentemente em desequi líbrio, e é isso que promove o movimento. Oscilamos para a frente e para trás em direcção ao equilíbrio. Isto é uma coisa boa. Quando o vento sopra, geram-se ondas sobre a superfície de um lago.Qunado o vento pára, as ondas tornam-se mais pequenas, aproximando-se da quietude, sem nunca a atingir. A quietude é um conceito bonito, mas dentro da quietude repousa o movimento, ainda que subtil.

81676936_1171194513271129_5566218315002544128_n

Lucia Walker: Alexander teacher, Johannesburg, South Africa

SETE

A técnica de Alexander tem que ver com aprender a respirar correctamente. É um mito.

REALIDADE: Nós não respiramos. Alexander disse uma vez: “Finalmente descobri que quando EU não respiro, eu RESPIRO”. Eu diria assim: Finalmente descubro que quando não respiro, sou respirado. Somos respirados por forças que estão profundamente  dentro de nós, e à nossa volta.  Respiramos quando dormimos? Respiramos quando comemos? Sim, podemos tomar ar. Mas a repiração não é para ser tomada. Não nos pertence. A respiração é uma dádiva do mundo. É para ser recebida. A respiração é responsiva. Responde à actividade. Não é qualquer coisa que fazemos; não é uma actividade, como subir uma colina. Quando subimos uma colina, paramos antes para tomar ar suficiente, para depois subi-la? Ou vamos subindo a colina , e a respiração, automática e fielmente, responde aos nossos desejos e necessidades, sem mesmo termos que pedir?

OITO

A técnica de Alexander é sobre aprender como se levantar, como manter-se sobre os dois pés. É um mito

REALIDADE: Não nos mantemos  sobre os dois pés. Mantemo-nos de pé sobre o chão.

NOVE

A técnica de Alexander é sobre  aprender a relaxar. É um mito

REALIDADE: A técnica de Alexander é sobre a “prontidão”. É sobre estarmos preparados para nada em particular e prontos para qualquer coisa que possa acontecer. A técnica de Alexander é sobre o retorno sem esforço, vezes sem conta, a uma condição de alerta, de calma prontidão.

Photo: Anchan – Alexander teacher: Britta Brandt-Jacobs

DEZ

A técnica de Alexander trata da mecânica corporal adequada. Aprender a melhor maneira de levantar-se da cadeira e sentar-se, como caminhar correctamente, como dobrar-se sem se magoar etc. É um mito

REALIDADE: Os seres humanos não são mecânicos. Não somos máquinas. Somos orgânicos. Somos mamíferos. A técnica de Alexander é sobre aprender como somos perfeitamente desenhados para funcionar como Homo Sapiens. A técnica de Alexander tem a ver, em parte, com questionarmos conceitos culturais, de género e cosméticos sobre o corpo, que interferem com o funcionamento e beleza do nosso desenho natural.

efg_24.197.2_283230_03

Bruce Fertman

The Alexander Alliance Europe

bf@brucefertman.com

 

%d bloggers like this: